Virtual Guia

Olá! Seja bem-vindo. Hoje é quarta-feira, 21/02/2018 12:02:26.

Ainda não é usuário? Cadastre-se. É Grátis! | Efetuar login

Categorias

Notícias

30/07/2010 Catadora ganha R$ 3 mil por mês em Itapeva


A catadora de materiais recicláveis Vânia Pereira, de 26 anos, é uma mulher que preferiu fazer da história da sua vida uma história de sucesso. Desde cedo ela sabia que não seria uma tarefa das mais simples. Filha de família muito pobre, passou sua infância vendo a mãe na fila da assistência social e decidiu que seu futuro seria diferente. Hoje, ela é considerada um exemplo entre os demais catadores. Através de metas e de um planejamento feito a cada mês, consegue tirar cerca de R$ 3 mil por mês. “É que eu sou inteligente e esforçada”, diz ela, revelando o segredo da prosperidade.

Apesar de bonita, a história de Vânia não foi fácil. Como estudou apenas até o 8º ano do Ensino Fundamental, sentiu rápido a falta que fazia a experiência e o diploma, quando saiu em busca do seu primeiro emprego. Encontrou na Cooperativa de Materiais Recicláveis de Itapeva (Coamari), que atua em parceria com a Prefeitura de Itapeva, a oportunidade que procurava e desde então não parou mais. Hoje Vânia coleta materiais em 250 casas do bairro onde mora e ainda recebe comissão dos catadores não cooperados que entregam materiais na cooperativa.

“Minha meta sempre foi a de ultrapassar meus rendimentos do mês anterior”, conta. Assim, planejando aumentar o número de “clientes” a cada mês, os trabalhos foram rendendo e hoje ela possui um dos maiores pró-labores da entidade. Em julho, entre os dias 01 e 15, as retiradas chegaram a R$ 2.340,00, incluindo os R$ 300,00 que recebe para ajudar no núcleo da cooperativa.

Com o dinheiro, e contando com a parceria do marido Fábio Rodrigues de Souza, ela já comprou uma casa e um carro e consegue dar estudo e tudo o que há de bom nesta vida ao pequeno Fábio Henrique Júnior, de seis anos, filho do casal. “Eu gosto de viver bem. Gosto de comer bem e de dar o melhor para o meu filho”, diz ela. Essa é a motivação da vida de Vânia. Motivação que a faz trabalhar de domingo a domingo, quando deixa um tempo livre à tarde para descansar. “Mas se aparecer algum serviço, pode saber que eu estarei lá, porque a gente não pode perder oportunidades”, ensina.

Coamari – Com base no Relatório de Resíduos Sólidos da Cetesb do ano de 2009, a Coamari já recolhe quase 50% do reciclável gerado no município. São mais de 80 toneladas coletadas mensalmente em Itapeva. A Cooperativa de Itapeva comercializa em conjunto os materiais dos catadores de Guapiara, Ribeirão Grande e Nova Campina.

Para o presidente da Coamari Cristiano Ferreira, a fase de crescimento ocorre pela honestidade e transparência com que a cooperativa é dirigida. Entre seus planos está o fortalecimento da união entre os cooperados. “Vamos nos reunir em setembro com os catadores da região para uma confraternização em Itapeva e um fortalecimento maior entre as entidades”, diz Cristiano. “Pretendemos organizar uma associação que abrangerá todas as cidades que queiram participar da luta pela organização dos catadores e da busca pela preservação do planeta”, conclui.


Fotos

Comentários

Deixe seu comentário:

É preciso fazer login para escrever um comentário. Identifique-se e comente.