Virtual Guia

Olá! Seja bem-vindo. Hoje é domingo, 26/01/2020 09:10:20.

Ainda não é usuário? Cadastre-se. É Grátis! | Efetuar login

Categorias

Notícias

11/12/2010 11 Dezembro: Dia do engenheiro, do arquiteto e do agrimensor


No dia 11 de dezembro é comemorado o dia Nacional do Engenheiro, do Arquiteto e do Agrimensor, e para celebrar a data a Associação Regional dos Engenheiros do Sudoeste Paulista - ARESP - irá realizar um almoço comemorativo neste sábado (11), no Bar São Paulo, em Itapeva.

Segundo o Eng. Civil Luiz Waldemar Mattos Gehring, Vice Presidente da ARESP, o evento contará com a participação de mais de 100 pessoas: “serão momentos especiais de integração entre colegas de trabalho, familiares e amigos, onde iremos comemorar a data. Naturalmente, o trabalho será um dos assuntos entre as pessoas, mas em um clima descontraído, o lazer e a confraternização são as motivações desta última reunião social de 2010”, afirma Gehring.

A data
Para homenagear os engenheiros foi escolhida esta data por ter sido neste dia, 11 de dezembro de 1933, a promulgação do Decreto Federal nº 23.569 que regulava o exercício da profissão de engenheiro, arquiteto e agrimensor. A data é destinada a toda a categoria dos engenheiros, apesar de muitas vezes ser entendida como Dia do Arquiteto e do Engenheiro Civil. Segundo o ex-presidente da Federação Interestadual de Sindicatos de Engenheiros (Fisenge), Olímpio Alves Santos “Naquela época, existia basicamente a engenharia civil, já que a indústria era incipiente. Não havia tantas modalidades de engenheiros estabelecidas, como mecânica e elétrica, por exemplo.”

O CONFEA foi criado na mesma data e através do mesmo decreto, que foi considerado um marco na história da regulamentação profissional e técnica no Brasil. Na sua concepção atual, o CONFEA fiscaliza também outras profissões como Arquitetura, Geografia, Geologia e Meteorologia.

A Regulamentação da Profissão
A profissão foi primeiramente regulamentada no Brasil através do decreto no 23.569, de 11 de dezembro de 1933, sendo fiscalizada pelos Conselhos Regionais de Engenharia e Arquitetura (CREA), subordinados ao Conselho Federal de Engenharia e Arquitetura (CONFEA).
Mais tarde, em 1966, o decreto foi revogado pela Lei no 5.194/66 de 24 de dezembro, que hoje representa a legislação vigente da regulamentação da profissão. A lei estabelece as condições e regras para o exercício da profissão, determinando direitos e deveres aos profissionais. Além de impor condições no sentido de garantir proteção à sociedade, levando os profissionais a desempenharem suas funções com qualidade, responsabilidade e competência.
Importância e perfil do profissional
Em uma época em que o espaço urbano enfrenta graves problemas de sustentabilidade, é cada vez mais evidente a importância da atuação dos profissionais de engenharia e arquitetura na busca de soluções. “A importância do engenheiro é crucial, porque a profissão está intimamente ligada a questões elementares como saneamento básico, habitação, transporte e energia”, enfatiza o presidente da Federação Nacional de Engenheiros, Murilo Celso de Campos Pinheiro. Ele destaca a preocupação com a construção civil sustentável, que vai além do uso de material reciclado nas obras.

O perfil da profissão também mudou nos últimos anos. Além de toda a formação técnica, o profissional de hoje precisa estar preparado para lidar com questões de marketing, finanças e ter compreensão da realidade social em que atua. Não deve buscar apenas o emprego tradicional, mas voltar-se para ações de empreendedorismo, sem jamais esquecer da dinâmica do mercado. “Vivemos na era da informação, e qualificação é tarefa para a vida inteira, especialmente ao profissional do setor tecnológico”, completa Pinheiro.

Fonte: Revista do Confea, Ano VIII nº 20.


Fotos

Comentários

Deixe seu comentário:

É preciso fazer login para escrever um comentário. Identifique-se e comente.