Virtual Guia

Olá! Seja bem-vindo. Hoje é quinta-feira, 04/06/2020 20:43:10.

Ainda não é usuário? Cadastre-se. É Grátis! | Efetuar login

Categorias

Silas Correa Leite

Silas Correa Leite

Silas Correa Leite tem 56 anos, é Teórico da Educação, Jornalista Comunitário e Coordenador de Pesquisas da FAPESP/USP em Culturas Juvenis. Começou a escrever aos 16 anos no jornal O Guarani de Itararé. De família pobre, migrou para SP em 1970 com 18 anos e a quarta-séria do curso primário. Voltou a estudar, fez Direito, Geografia. É Especialista em Educação (Mackenzie), com extensão universitária em Literatura na Comunicação (ECA) e Direitos Humanos e Cidadania. Autor de Porta-Lapsos, Campo de Trigo Com Corvos e do e-book de sucesso O Rinoceronte de Clarice, onze ficções, todas falando de Itararé. Premiado em vários concursos no Brasil e no Exterior. É autor do oficial Hino ao Itarareense. E-mail para contatos: poesilas@terra.com.br Site: www.itarare.com.br/silas.htm Blogues: www.portas-lapsos.zip.net e www.campodetrigocomcorvos.zip.net

Artigo

19/09/2011 Itararé Toda de Ouro - Silas Correa Leite


Itararé toda de ouro
De prelúdios a auroras
Se perguntam adonde moras
Diga de seu maior tesouro

Itararé toda de ouro
De horizontes a prelúdios
Teus pinheirais, teus estúdios
Sob céus esplendentes de veludos

Itararé toda de ouro
De grutas, rios, desfiladeiros
Tuas andorinhas, herdeiros
De tua almaluz tão luzeiros

Itararé toda de ouro
De revoluções historiais
Sentinela de luz, amor e paz
Entre bosques e canteiros

Itararé toda de ouro
“Teus ventos te cantam hinos”
Paralelepípedos urbanos teus
Sobre naves cantam os pneus

Itararé toda de ouro
Além de prelúdios divinos
Fragrâncias nos ares, pinus
Em partituras de luz de Deus

Itararé toda de ouro
De fronteira, de divisa
Teu céu é teu mar, se eterniza
Entre astros e ventos sulinos

Itararé toda de ouro
Nosso encantário, ninhal
Da lapa benta ao lustral
De moendas, engenhos e sinos

Itararé toda de ouro
Centenária de tez chã
Sobre canhões, rataplã
Terra de leite, mel, maná e lã

Itararé toda de ouro
Chão de estrelas, de artistas
Sangue da bandeira de treze listas
Orgulho e honra dos paulistas.

Itararé toda de ouro
Tua fibra, tua aldeia, teu clã
Teu historial alva o manhã
Trincheiras da legalidade

Itararé toda de ouro
Rota sul de brasilidade
De criações tens historicidade
Feijão, carne, e artes; alimento

Itararé toda de ouro
Núcleo de reflorestamento
Santa gruta de pétrea achadouro
Desde a batalha em teu assento

Itararé toda de ouro
Bonita pela própria natureza
Palco iluminado, a beleza
Da artes sempre vertedouro.

Itararé toda de ouro
Um pedaço do céu no chão
Nosso berço esplêndido, louvação
De honra e orgulho o teu louro

...................

Silas Correa Leite

Ideia para uma letra de Música


Fotos

Comentários

Deixe seu comentário:

É preciso fazer login para escrever um comentário. Identifique-se e comente.